Blog

rh.png

7 dicas para você contratar remotamente


Photo by Tim Mossholder on Unsplash


Um dos efeitos colaterais para negócios com o trabalho remoto é a contratação, desde ferramentas, treinamento e integração com a equipe.


Pensando nisso, montamos 7 dicas para você continuar gerando oportunidades nessa nova realidade.



# 1 Ferramentas


Usar ferramentas que se adaptam a sua realidade pode fazer você ganhar muito tempo em se conectar com as pessoas certas.


Toda tarefa repetitiva pode ser repensada e otimizada de alguma forma.


Aqui é importante refletir sobre as etapas: captação de candidatos, análise de currículos e triagem inicial, onde está sendo gasto mais tempo?


O resultado depois está sendo positivo? Se não, é hora de repensar seus passos e testar novos caminhos.



# 2 Durante a seleção


É muito importante a conexão entre o time e o candidato, que também está entendendo se sua empresa, no processo 100% remoto a insegurança está ainda mais presente, em ambos os lados.


A dica aqui é descentralizar o recrutamento, deixar o time "responsável" pelo recrutamento, você pode ficar com o papel de facilitador.


Pode parecer que a coisa não vai andar e que a produtividade do time pode cair, afinal eles já possuem uma lista imensa de tarefas, mas com essa aproximação será praticamente impossível não haver conexão entre os envolvidos. Você ficará espantado como a escolha do candidato e a integração fluirão diferentes.


O ganho será a curto e médio prazo.



# 3 Criar uma etapa de trial - trabalhando junto com o time


Uma das etapas do recrutamento pode ser um período de trial, um tempo determinado que o candidato é remunerado (porque que o que é justo é justo!) para trabalhar com a equipe em algumas entregas, definidas exclusivamente para o recrutamento, ou simplesmente o candidato fazer parte de uma demanda que o time.


Esse período ajudará ainda mais todos se conhecerem melhor e ambos os lados ter mais certeza de sua decisão. Dica: tentar não ultrapassar o prazo de 1 semana para essa etapa. Ninguém merece um processo de 375.996 etapas!



Pós contratação



# 4 Canal de comunicação descontraído


Ter um canal de comunicação mais descontraído pode ajudar. Instagram privado, telegram, whatsapp, slack ou qualquer outra ferramenta que você já utiliza.


Se usar o Instagram, cada um do time, por exemplo, pode gravar um story de boas-vindas e se apresentar brevemente.


Quando mais liberdade para se comunicar melhor, o importante é viabilizar de alguma forma a conexão.



# 5 Jornada para quem está chegando


Incrível como uma simples lista reunindo o que o novo integrante precisa fazer faz toda diferença.


Essa lista de "must to do" pode ter links de vídeos, materiais, cursos importantes, contatos pode ajuda demais na ambientação. Não sabe por onde começar?


Peça ajuda para última pessoa que entrou na sua empresa, o que mais ele sentiu falta? Mesmo que sua contratação tenha sido presencial, podem surgir ótimos insights dessa conversa.


Lembre-se o feito é melhor que o perfeito, com a ajuda do que o time a construção de um simples word resolve.



# 6 Um mentor particular


Quem disse que mentor tem que ser apenas aquele que contratamos especificamente para um assunto?


Peça para a equipe definir quem dali pode ser o mentor do novo colega, que precisará se comprometer em estar disponível para ajudar com as milhares duvidas de inicio de jornada.


Acompanhados podemos ir muito mais longe!



# 7 Constância nas conversas


O distanciamento causado pelo trabalho remoto precisa ser superado, principalmente para novos tripulantes. Reuniões diárias e rápidas - de até 15 minutos - com ajudará muito.


No scrum elas são chamadas de dailys. O ideal é que o time quem toque esses encontros, que ele ocorra no mesmo horário e algumas perguntas a serem respondidas:

  • O que eu fiz ontem que ajudou o time?

  • O que eu farei hoje para ajudar?

  • Existe algum obstáculo que impeça a mim ou a equipe?


Pode parecer um porre pensar que todos os dias teremos que falar durante 15 minutos.


Te garanto que em pouquíssimo tempo todos perceberão a diferença que esses encontros fazem na evolução do trabalho.



# Dica Bônus - Velocidade do recrutamento


Você já reparou na velocidade da mudança no mundo?


Mudar é bom e faz bem, então me diga criatura, porque existem recrutamentos mais longos que a trilogia do Senhor dos Anéis? Amo senhor dos anéis, mas adorei essa analogia! 😶


A velocidade do recrutamento pode ser uma vilã.


Podem haver N etapas, mas isso não significa ficar "cozinhando o candidato".


A velocidade de retorno e tempo entre uma etapa e outra faz o candidato enxergar sua empresa diferente.


Você não precisa correr para decidir sobre a pessoa, mas respeito com cada candidato, dar retornos rápidos e feedback no final do processo, se deu certo ou não, ajuda a consolidar sua marca.


Processos demorados tem maior número de desistência de candidatos. Falo isso por experiência própria.


A sinceridade é sempre o melhor caminho. Deixe o candidato saber que você o respeita!



Conclusão


Como tudo na vida, existem pontos positivos e negativos. Um grande ganho em ter times remotos é não ter mais barreira geográfica, o time pode ficar ainda mais diverso e consequentemente a inovação pode ficar ainda mais presente.


Nossa, que trabalho! 😩


Realmente, se adaptar não é fácil, porém se seu negócio continuar nesse modelo esses passos ajudarão você crescer ainda mais, mesmo com barreiras, e se, logo vocês voltarem para o mesmo espaço físico, você pode usar dessas dicas, e dos aprendizados pela prática, e dar uma repaginada em seu recrutamento presencial! 👊😉


Quando mais conexões mais crescimento!


Essas dicas fizeram sentido? Queria tanto saber! 🤗